sexta-feira, 15 de julho de 2011

Em Candeias, moradores do Parque Residencial Olho D'água estão abandonados

Temendo alagamentos, moradores fazem o trabalho da prefeitura e tentam limpar o Canal do Catamarã, em Candeias - Jaboatão

Viver no Residêncial Olho D'água, comunidade localizada no bairro de Candeias - Jaboatão (bem perto da Lagoa Olho D'água), não é tarefa fácil. Os moradores não possuem qualquer infraestrutura e as condições das ruas só pioraram após as últimas chuvas. A moradora Rosângela Maria entrou em contato com o blog para dividir conosco o desepero de morar numa área esquecida pelo poder público.

Segundo Rosângela, a prefeitura de Jaboatão até começou um serviço de terraplenagem na Rua Bosque de Viena, principal acesso do bairro, mas o trabalho ficou mal feito e hoje os moradores tem bastante dificuldade para chegar em suas casas - "A prefeitura colocou barro vermelho e bem pouco pó de pedra na rua. Na primeira chuva ficou um desastre! Agora só a metade da rua é trafegável, como mostram as fotos. Muitos veículos estão desviando por outras ruas, que também estão em situação crítica"- reclama.

A moradora queixa-se ainda que a Rua Abdo Cabus (Candeias) está sendo calçada pela metade - "A Rua Adbo Cabus está sendo calçada até o início do canal da comunidade. O restante da rua, que leva a nossa comunidade na lagoa, continua esquecida. Esta obra está beneficiando apenas os moradores de um novo conjunto habitacional, que mal chegaram. Enquanto nós, moradores antigos, continuamos esquecidos" - dispara.

Outro problema da comunidade é um canal que se estende até a Lagoa Olho D'água. Os moradores reclamam que o canal do Catamarã está assoreado, sujo e cheio de bromélias, dificultando a passagem da água e causando alagamentos na região - "O canal está sujo, assoreado e cheio de bormélias. Este senhor que aparece na foto é o meu marido e um vizinho, que estão tentando limpar o canal, pois não podemos contar com a prefeitura de Jaboatão" - lamenta Rosângela, acrescentando que paga anualmente uma taxa de R$ 1300 apenas de IPTU:

"Meu IPTU este ano veio R$ 1300. Um absurdo, pois nossas ruas são de barro, não temos saneamento, transporte, segurança, vivemos como se estivéssemos num chiqueiro. O prefeito Elias Gomes e seu filho Betinho viviam por aqui na época da eleição. Viviam fazendo promessas, mas agora ninguém aparece para nos fazer uma visita. Estamos abandonados."

A moradora faz ainda um apelo a prefeitura de Jaboatão: "Se o canal fosse revestido, teríamos aceso a parte calçada da Rua Abdo Cabus, que sai na rua do Colégio Souza Leão, próximo ao Bompreço de Candeias. Outra coisa que gostaria de pedir é a colocação de manilhas em cima do canal do Catamarã, para facilitar o acesso à nossa comunidade".

Nosso blog entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura de Jaboatão para saber o que pode ser feito pelos mordores. A assessoria nos informou que a Rua Abdu Cabús está com o serviço de drenagem em andamento e assim que concluído será terminada a pavimentação da segunda parte da rua até a lagoa. Devido às chuvas, a prefeitura informa que o prazo para conclusão é o final do mês de agosto.

Além da pavimentação da Rua Abdo Cabus, a prefeitura promete ainda que será executada a pavimentação da rua que cerca a praça do da comunidade.

Com relação a sujeira no Canal do Catamarã, a prefeitura informa que há duas semanas estão sendo realizados serviços de limpeza, mas como o canal está muito sujo, a previsão é que em duas semanas o serviço de limpeza esteja concluído. 


A assessoria informa ainda que equipes da Secretaria de Serviços Urbanos estão trabalhando para devolver a usabilidade das ruas que foram atingidas pelas chuvas, como a Rua Bosque de Viana. 


Nosso blog vai continuar acompanhando e cobrando as promessas junto aos moradores.

Confira mais imagens da comunidade:

2 comentários:

Iágrici Lima disse...

acho que vou convidar esse pessoal para vir aqui em Sotave/João de Deus, ser comunidade que faz...

Moacir Matos Filho disse...

Na primeira foto em que aparece um morador limpando as bromélias,o local não é o canal catamarã e sim um canal que resulta de um olho d'água no qual a prefeitura criminosamente fez a ligação das águas pluviais e de esgoto da rua Abdo Cabus.Já fiz a denúncia deste vergonhoso crime ambiental no Ministério Público e estou aguardando providências.