segunda-feira, 21 de março de 2011

ARTIGO DE OPINIÃO: Em Jaboatão, foi-se o carnaval $$... ficaram os problemas

Por Herbert Fernandes

Você pode até me dizer que o carnaval de Jaboatão foi modesto comparado ao de Recife. Ok, eu concordo. Pode me dizer que é necessário investir em carnaval, que gera recursos e faz parte da "cultura". Ok, concordo em partes... Mas uma coisa você precisa concordar comigo: aqui em Jaboatão, foi-se o carnaval e ficaram os problemas... 

O gasto de R$ 3,5 milhões no carnaval de Jaboatão (sem licitação, é bom lembrar) é a prova da falta de planejamento do município com o dinheiro público. A festa, considerada um sucesso pelos gestores, não atraiu a quantidade de recursos que o governo insiste em afirmar. Lucraram os poucos (contados a dedo) comerciantes da mal cuidada orla do município, além de alguns trabalhadores do comércio informal. Lucraram as empresas e cantores contratados para proporcionar o grande circo romano da atualidade. Lucraram também os gestores, já que festa atrai votos. A população lucrou alguns momentos de felicidade, necessários para esquecer a dura realidade das suas comunidades, que sequer possuem esgoto ou água encanada, nesta Jaboatão que é a 6ª pior cidade em saneamento do Brasil.

Fazendo uma comparação rápida e básica de onde esses recursos poderiam ser investidos, trazendo benefícios permanentes, posso exemplificar a pavimentação e saneamento de ruas que dão acesso à lagoa. Um levantamento feito por uma empresa privada, aponta que R$ 3 milhões seriam suficientes, por exemplo, para pavimentar ruas de acesso ao Movimento Pró-criança e Escola José Rodovalho, ambas localizadas em Piedade, nas margens da Lagoa Olho D'água. Tal obra traria dignidade aos moradores e às crianças, que não precisariam pisar na lama suja de esgoto, em área endêmica de esquistosomose. Mas preferiram o carnaval...

Com o dinheiro gasto no Carnaval, Jaboatão poderia melhorar seu doente sistema de saúde. Poderia construir uma maternidade pública (o município não possui nenhuma), ou investir em atendimento básico de saúde, desafogando as UPAs, que vivem lotadas em Jaboatão, pois os PSFs (Programas de Saúde da Família) só atendem 49% do território. 

Com o dinheiro gasto no carnaval, Jaboatão poderia ainda desentupir as galerias de água que fazem a zona sul ficar alagada (quem diga os moradores da Rua Jangadeiro...). Poderia consertar a histórica Rua Nossa Senhora do Loreto, em Piedade, que está totalmente abandonada e cheia de buracos e esgoto. Poderia ainda fazer muitas outras coisas que não vou enumerar para o texto não ficar cansativo.

Mas os administradores preferem o Carnaval, que passou, consumiu recursos e não trouxe benefícios de longo prazo. Aos mais críticos, fica aquela sensação de inconformidade e indignação. Mas fazer o que, né? Nem sempre as prioridades trazem votos. E viva o circo romano! 
 

Um comentário:

Renata disse...

COM O DINHEIRO GASTO NO CARNAVAL PODIAM FAZER OS EMAILS DIVULGADOS NO SITE DA PREFEITURA REALMENTE RECEBEREM EMAILS.

O SITE DIVULGA OS ENDEREÇOS ELETRÔNICOS DOS GABINETES DO PREFEITO E VICE; DAS SECRETARIAS E ASSESSORIAS.

MAS, QUANDO ENVIAMOS UM SIMPLES EMAIL RECEBEMOS A SEGUINTE INFORMAÇÃO:

permission denied

OU SEJA: PERMISSÃO NEGADA.

REFLITAM........