sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Desapropriação na Lagoa Olho D'água Causa Polêmica

Imagem: Rafael Cabral


Hoje recebi o telefonema de um amigo que mora numa das áreas que será desapropriada pelo Estado com o intuito de se revitalizar a Lagoa Olho D'água. Ele me informou que o cadastramento está dando dor de cabeça nos moradores, que ocupam o local há mais de 20 anos . "Eles vieram aqui na minha casa, marcaram a parede na frente e disseram que vamos ser realocados para um conjunto habitacional, apenas isso, sem dar muita informação. Como assim? Tem gente que investiu reformando casas, colocando cerâmica, fazendo melhorias... Eles querem nos colocar em apartamentos pequenos, longe daqui e bem abaixo do valor dos nossos imóveis! Estou revoltado! Não quero sair daqui nessas condições! O certo seria indenizar os moradores proporcionalmente ao valor do imóvel " - protesta.

Segundo esse meu amigo, a falta de informação é tão grande que muitos moradores estão ficando doentes, só em pensarem na possibilidade de perderem seus únicos bens. "Tem morador que está de cama, com depressão. O clima é de revolta! Antes de qualquer ação desse tipo, o Governo deveria dialogar com a população! Moramos aqui há muito tempo sem nada e agora que a lagoa vai ficar boa vão nos tirar" - desabafa.

O cadastramento começou há cerca de 15 dias, segundo os próprios moradores, que denunciam ainda que as lideranças comunitárias não foram informadas. A falta de transparência é total.

GOVERNO DO ESTADO NÃO PARTICIPOU DE I FÓRUM SOBRE REVITALIZAÇÃO

Em Setembro desse ano, o nosso blog, em parceira com a Associação Amigos da Lagoa e a Prefeitura de Jaboatão, realizou o I Fórum sobre a Revitalização da Lagoa Olho D'água. O objetivo: informar a população sobre o projeto.

Fizemos várias reuniões na CEHAB (Companhia Estadual de Habitação), nas quais estiveram presentes o chefe de gabinete, João Paulo Oliveira, o diretor técnico, Alexandre Lopes, além de engenheiros responsáveis pelo projeto. Ficou combinado que a instituição, que é responsável pela revitalização da lagoa, participaria do fórum. Na semana do evento, o chefe de gabinete da CEHAB , João Paulo Oliveira, confirmou a presença da instituição, após reunião com os organizadores do evento.

Contudo, nenhum representante da CEHAB esteve presente
, para a decepção das mais de 150 pessoas que compareceram à câmara municipal de Jaboatão, em plena manhã se Sábado, entre moradores, ONGs, estudantes, líderes comunitários, políticos e autoridades. O fórum seguiu com sua programação, mas pontos específicos deixaram de ser apresentados.

Entrei em contato João Paulo solicitando esclarecimentos sobre a ausência da CEHAB no fórum. Ele me informou que técnicos foram escalados para participarem do evento e disse estar surpreso com a ausência dos mesmos. Se comprometeu ainda a apurar os fatos, prometendo retornar a ligação prestando os devidos esclarecimentos. Até hoje não recebemos nenhuma satisfação.

E você, concorda com a forma em que esse cadastramento está sendo feito? Deixe seu comentário! Sua participação é muito importante na luta pela preservação e revitalização da Lagoa Olho D'água!

.

Um comentário:

marcio disse...

A revolta é geral. O medo e a incerteza perturbam o dia dia dos moradores que estão na "tal área de desapropriação". O problema é que foram cadastrados até quem estava fora do perímetro delimitado pelos órgãs governamentais (100m). Acredito que devemos nos unir para lutar pelos nossos direitos de permanecer em nosso lar ou sermos indenizados a altura.